Programa “Melhor em Casa” do Piauí recebe elogios do Ministério da Saúde

Técnica do Ministério da Saúde esteve no Piauí monitorando o trabalho que é realizado pelas equipes do Programa “Melhor em Casa”, que é desenvolvido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) no Estado. Débora Benchimel é técnica da Coordenação Geral de Atenção Domiciliar do Departamento de Urgência e Emergência do Programa Melhor em Casa do Ministério da Saúde. Ela visitou os municípios do Estado acompanhando o trabalho das 13 equipes do Piauí.

O Programa Melhor em Casa é um serviço indicado para pessoas que apresentam dificuldades temporárias ou definitivas de sair do espaço da casa para chegar até uma unidade de saúde, ou ainda para pessoas que estejam em situações nas quais a atenção domiciliar é a mais indicada para o seu tratamento. A atenção domiciliar busca proporcionar ao paciente um cuidado mais próximo da rotina da família, evitando hospitalizações desnecessárias e diminuindo o risco de infecções, além de estar no aconchego do lar.

Nos casos em que o paciente precisa ser visitado semanalmente ou mais, ele poderá ser acompanhado por equipes específicas de Atenção Domiciliar, como as que fazem parte do Programa Melhor em Casa. O grande objetivo é fazer a desospitalização do paciente. No Piauí, o programa está funcionando em 13 municípios pólos que tem mais de 20 mil habitantes. Na região de Cristino Castro, foi feito um consórcio juntando três cidades que somem 20 mil habitantes para serem beneficiadas com o programa. São as cidades de Cristino Castro, Palmeira do Piauí e Santa Luz.

De acordo com a Coordenadora Estadual do Programa Melhor em Casa, Edvone Sabino, a atuação multiprofissional do programa é fundamental para a melhora do paciente. “ Em sua própria casa, o paciente recebe assistência individualizada e humanizada, respondendo mais rapidamente ao tratamento”, afirma. A técnica do Ministério da Saúde, Débora Benchimol ficou encantada com o trabalho das equipes do Piauí. “ O trabalho desenvolvido pelos profissionais aqui do Estado é primoroso. Demonstra um compromisso com a saúde e bem estar dos pacientes”, elogia Débora.

Fonte: Sesapi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *