[SP]-Doenças e infecções podem ser transmitidas na manicure

Você costuma cuidar das suas unhas com uma profissional frequentemente? Se a resposta é sim, é importante se atentar com algumas dicas e cuidados durante a visita no seu salão de confiança. Algumas doenças e infecções podem ser contraídas por meio de pequenos cortes ou falta de higiene de equipamentos.

O uso de instrumentos cortantes, como o alicate de unha, pode ser responsável pela transmissão de infecções, por isso é importante que estejam devidamente esterilizados nos intervalos de uso entre um cliente e outro. O dermatologista do Hospital das Clínicas, Ricardo Romiti conta que essa esterilização deve ser feita em autoclave. Como é difícil saber se o processo foi feito corretamente pelo estabelecimento, o especialista indica que a pessoa leve o seu próprio utensílio.

Ricardo ainda pede para se atentar a itens como lixas de unhas, palitinhos e protetores plásticos para as bacias. “Todos eles devem ser descartáveis, pois existe a possibilidade de um fungo permanecer na madeira e infectar alguém”, diz ele. A dica anterior vale também para esses casos – na dúvida, leve seus próprios itens.

Outra dica, essa mais fácil de ser cobrada, é observar se a profissional de manicure esteja usando luvas ou se desinfetou a pele com álcool em gel.

Hepatites

Um pequeno sangramento provocado pela retirada de cutículas pode transmitir as hepatites B e C. Por isso, os salões de beleza podem ser a porta de entrada desses vírus, exigindo cuidado redobrado tanto dos profissionais quanto dos clientes. Uma pesquisa recente realizada pelo Hospital Emílio Ribas afirma que mais de 80% das manicures e pedicures que atuam em São Paulo não estão protegidas para evitar a doença.

A enfermeira do Hospital Emilia Ribas, Andreia Schunck, afirma que a cutícula é a proteção das unhas e, ao retirá-la, pode haver sangramento. Essa pode ser a fonte de transmissão das hepatites.

“O vírus da Hepatite B é 100 vezes mais infeccioso que o HIV e ele permanece sete dias no ambiente. Se o material usado para fazer a unha foi contaminado com o sangue infectado, ele permanece nos instrumentos e na superfície onde está trabalhando”, orienta Andreia.

Procure um especialista

Se você fez a unha e viu que um dedo ficou com uma infecção ou apresenta algum sangramento, procure um dermatologista. É importante sempre ir ao médico para verificar como está sua saúde.

Fonte: SPNotícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *