[SC]-Governador Eduardo Pinho Moreira recebe confirmação de R$ 100 milhões para a Saúde

Como resultado de sua primeira visita a Brasília, o governador Eduardo Pinho Moreira recebeu a confirmação, por telefone, do presidente da República, Michel Temer, nesta sexta-feira, 23, do repasse de R$ 100 milhões para atender demandas da Saúde em Santa Catarina. “Uma conquista necessária para Santa Catarina, fruto de um esforço conjunto, com o Fórum Parlamentar Catarinense, num momento em que precisamos equacionar as dívidas na área da saúde e, ao mesmo tempo, garantir o atendimento à população”, destaca o governador.

Eduardo Moreira esteve no dia 1º de março, na Capital federal, com o ministro da Saúde, Ricardo Barros, acompanhado de integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense, deputados Jorginho Mello, Rogério Peninha Mendonça e Carmem Zanotto, além do secretário da Saúde, Acélio Casagrande.

Em primeira viagem a Brasília, governador Eduardo Pinho Moreira discute ações de segurança e saúde

Os recursos garantidos, que serão repassados em dez parcelas de R$ 10 milhões, até o final deste ano, representam parte da dívida da União para com o Estado na área da Saúde, de um total de R$ 212.909.318, ao ano. “Tínhamos solicitado na nossa última visita o repasse emergencial de R$ 53 milhões. O rápido retorno do presidente, Michel Temer, mostra a sua sensibilidade com a situação de Santa Catarina. Seremos incansáveis na busca de soluções para a área da Saúde, buscando não só recursos para a dívida existente, mas, também, para investimentos no setor. Com responsabilidade queremos atender da melhor forma possível o povo catarinense”, ressalta Moreira.

Em Brasília, governador solicita ao presidente da República pagamento da dívida na área da Saúde

Dívida do Governo Federal

Os serviços na área da Saúde, realizados sem a cobertura federal, causaram um déficit mensal de R$ 17.742.359,85, chegando aos R$ 212,9 milhões ao ano. O valor é resultado de um estudo feito em conjunto pelas equipes técnicas da Secretaria de Estado da Saúde e do Ministério da Saúde, e por integrantes do Fórum Parlamentar Catarinense. O grupo analisou mês a mês a prestação dos serviços de alta e média complexidades do Estado e dos municípios e também o que foi repassado pela União.

Fonte: Secretaria de Estado da Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *