PARANÁ – Saúde é reconhecida internacionalmente por campanha contra dengue

A Secretaria de Estado da Saúde recebeu, nesta terça-feira (20), uma homenagem latino-americana para simbolizar o pioneirismo da campanha de vacinação contra a dengue no Paraná. O Estado foi o único do país a participar do evento ‘Piura, NO más Muertes por Dengue’.

O secretário de Estado da Saúde, Michele Caputo Neto, enfatiza o trabalho de toda a equipe da Vigilância em Saúde. “Empenhamos todos os esforços para estruturar e garantir que o cidadão paranaense tenha acesso a uma rede pública de Saúde de qualidade, com uma equipe preparada e profissionais capacitados. Esse prêmio é um símbolo do nosso compromisso e dedicação com o Paraná”, ressalta.

O evento foi idealizado pela organização peruana Voces Ciudadanas em Piura. A cidade se localiza no litoral norte do Peru, região do país com alta frequência dos índices do mosquito da dengue.

Edson Aguilar, vice-presidente da Voces, explica que o objetivo do evento era compartilhar experiências. “A região de Piura é responsável por 45% de todos os casos de dengue dos países andinos. Assim, decidimos organizar o Encontro Internacional para dividir e discutir sobre ações de países para prevenir as ocorrências”, afirma.

A Superintendente de Vigilância em Saúde, Júlia Cordellini, explica que as ações preventivas do Paraná vão auxiliar no desenvolvimento de um plano estratégico contra a dengue no município peruano.

“Em novembro, fomos convidados para relatar nossas experiências com o desenvolvimento da campanha da dengue, ações de vigilância e prevenção, e o uso da vacina como mais uma ferramenta no combate à doença”, comenta Cordellini.

O chefe da divisão de Vigilância em Saúde da 19a Regional de Saúde – Jacarezinho, Ronaldo Trevisan, participou dos encontros de discussão e foi o responsável por trazer o prêmio à Secretaria.

“Foi muito gratificante ter participado do evento, mostrar todo trabalho que desenvolvemos aqui no Brasil e levá-lo para outros lugares. Foi um momento de troca de ideias, direcionamento das ações e organização estruturada internacionalmente para o combate da epidemia”, acrescenta Ronaldo.

“Recebe a homenagem aqueles países que comprometem-se a promover a participação cidadã, incluindo a das crianças e adolescentes na elaboração, promoção e execução das estratégias de prevenção e controle da dengue. E o Estado do Paraná é o modelo brasileiro a ser seguido”, resume Edson.

Fonte: SESA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *