MATO GROSSO – Programa de Saúde é lançado no TJ

O projeto piloto “Perfil de Saúde dos Servidores e Magistrados do Poder Judiciário de Mato Grosso”, foi lançado oficialmente na manhã desta segunda-feira (19 de fevereiro), na Pérgola do Tribunal de Justiça, em Cuiabá. A ação atende a Resolução nº 207/2015 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e visa a realizar diagnóstico de saúde de todos os servidores para traçar medidas de prevenção e também sanar possíveis problemas de saúde já existentes. Inicialmente, a medida será implantada na Secretaria do TJ e Fóruns de Cuiabá e Várzea Grande.

O Poder Judiciário, por meio do Programa Bem Viver, da Coordenadoria de Recursos Humanos, já desenvolve diversas ações voltadas para a prevenção de doenças e demais acometimentos de seus magistrados e servidores, porém, o projeto lançado nesta data visa um atendimento personalizado e individualizado. Mas antes de tudo é necessário que a própria pessoa entenda a importância de participar da ação e responda o questionário, que será enviado para cada servidor a partir de hoje.

Magistrados e servidores efetivos e comissionados deverão responder as perguntas num prazo máximo de 48 horas. Com base nessas informações serão identificadas as características pessoais e a prática de atividades voltadas para o cuidado, tanto do corpo, quanto da mente.

Presente no evento, a desembargadora Clarice Claudino da Silva, disse estar com muita expectativa com relação ao início deste projeto, já que o ser humano será olhado com maior vigor. “Não adianta termos um projeto como este e não aderirmos. Essa política que o CNJ planejou e o Tribunal de Justiça assumiu é para despertar a consciência de que sou eu em primeiro plano. Temos que pensar na importância do eu. Que este projeto venha ao encontro das necessidades do ser humano”, avaliou a magistrada.

Para a diretora-geral do TJ, Claudenice Deijany F. de Costa, este é um dia de extrema importância, principalmente porque, segundo ressaltou, o servidor é o que há de mais importante em uma instituição. “A saúde vem em primeiro lugar e esse projeto atende a meta da atual gestão estabelecida para este ano, por isso é de grande relevância a adesão de todos os servidores. É importante abrir as portas para as visitas das equipes do ambulatório. Parabéns a toda equipe do RH por esse projeto”, destacou.

O coordenador de Recursos Humanos do TJ, Lusanil Cruz, classificou a ação como um projeto de grande envergadura do Poder Judiciário. “A preocupação é trabalhar com o bem estar e saúde de seus servidores. Com as estatísticas em mãos vamos lançar medidas preventivas e resolutivas para os próprios magistrados e servidores. Queremos ter servidores saudáveis para um ambiente harmonioso e produtivo e consequentemente os objetivos das ações propostas serão alcançados”, enfatizou.

A responsável pelo Eixo de Saúde Física e Mental do Ambulatório do TJ, Patrícia Hordi contou que a ideia do projeto piloto surgiu durante a Caravana da Saúde, uma ação bem conhecida dos servidores do judiciário e que veio para rastrear, identificar e acompanhar qualquer situação de risco. “Os servidores terão o retorno o mais breve possível. Depois de respondido o questionário será feita avaliação e exames de forma individual. Nossa equipe entrará em contato. O resultado é confidencial e será entregue a cada servidor”, explicou.

O vice-diretor-geral, Eduardo Campos, vários coordenadores, diretores e servidores do TJ participaram do evento.

Fonte: Folhamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *